sexta-feira, 28 de março de 2008

ADEUS POR ENQUANTO um poema de Susana Custódio





ADEUS POR ENQUANTO

O meu amor é como o vermelho,
D’uma rosa vermelha recém-nascida em Junho
O meu amor é como a melodia
Que é docemente tocado em sintonia
Meu amor, aqui eu testemunho
Então, em profundo amor estou eu:
Continuarei amar-te ainda,
Até que todos os mares sequem:
Até que as rochas derretam com o Sol
O meu amor é assim profundo e lindo
Continuarei amar-te ainda a ti querido,
Enquanto as areias da vida vão caindo!
Por agora,
Digo-te adeus meu único amor!
Adeus, só por enquanto!
Um dia, eu voltarei de novo, meu amor
Mesmo que leve esta minha vida rindo
Em completo pranto!



SUSANA CUSTÓDIO

(16-01-2008)




12 comentários:

Uma estrela errante disse...

Divina poesia.

Maria Irene Marques disse...


O poema está fantástico!Parabéns!
Adorei, em especial o verso

"Enquanto as areias da vida vão caindo!"

Berta Sampaio disse...

tOlá Susana! Queria só dizer-te que nada melhor, para estar defronte do PC e a almoçar com o teu poema que sinceramente está lindo e cheio de brio! Beijinhos e xi <3

SanCardoso disse...

Parabéns, Susana, pelo seu belo e sensível poema! beijos ternos, SanCardoso

Virgínia Branco disse...


Parabéns Susana. Bonito poema de amor, impregnado de Romantismo. Um beijinho Virgínia Branco

Zélia Chamusca disse...

Parabéns Susana Custódio pelo belo e lírico poema de amor!
ZCH

joao disse...

2008...

Creio que perdeste ALGUÉM que nunca nada te exigiu desde menina, e que acompanhou todos os passos de tua vida com Anjo protetor.

Não interpretei bem?

Superior!

Unknown disse...

LINDAS PALAVRAS DE AMOR ESCRITAS NUM POEMA, QUANDO A ALMA ESTÁ EM SILÊNCIO. PARABÉNS AMIGA. AMEI! BEIJOCAS

Unknown disse...

LINDAS PALAVRAS DE AMOR ESCRITAS NUM POEMA, QUANDO A ALMA ESTÁ EM SILÊNCIO. PARABÉNS AMIGA. AMEI! BEIJOCAS. MARGARIDA E HUMBERTO

SanCardoso disse...

Parabéns, Susana, pela sua belíssima homenagem póstuma dp seu amor! beijos ternos, San

António Zumaia disse...

Belíssimo trabalho poético. Parabéns amiga poetisa.

Maria Petronilho disse...

Susana, amiga querida, é sublime este teu poema!
Tem a autenticidade, a pureza e o esplendor da plena luz!
Aceita o meu abraço amigo e a minha admiração.
Maria Petronilho