PEDRO VALDOY



Apresentando o meu amigo poeta Pedro Valdoy
Francisco Pedro Curado Neves nasceu em Estremoz a 25 de Março de 1937.
Tirou o ensino secundário em Lisboa e o curso de Máquinas Marítimas na Escola Náutica Infante Dom Henrique. «Engenheiro de Máquinas».
De 1955 a 1958 esteve em Lourenço Marques a trabalhar na Repartição de Finanças e como jornalista com o pseudónimo de Pedro Valdoy. Nunca concorreu a prémios literários por ser contra os seus princípios.
Em Agosto de 1958 regressou a Lisboa, onde permanece até agora.
Durante seis anos navegou por esses mares em navios Paquetes como Oficial Engenheiro de Máquinas, em especial pelo continente africano. Devido ao casamento, pôs as viagens de lado e foi admitido na E.D.P. até sere formar.

Desde os oito anos que adora escrever. Quando estudante, fundou o jornal de Parede O GAVIÃO . No fim da década de 50 foi jornalista em Lourenço Marques. Conviveu com Reinaldo Ferreira, filho do repórter X, Moura Coutinho e José Craveirinha, então director do BRADO AFRICANO.
Tem poemas publicados em vários jornais de Moçambique, Ilha da Madeira e Portugal Metropolitano.
Participou nos Encontros de Poesia realizados em Vila Viçosa, em 1988. Colaborou em diversas antologias de poesia.
Presta colaboração nos jornais POETAS & TROVADORES e ARTES & ARTES.
Foi Secretário da Direcção da Associação Portuguesa de Poetas, durante dois mandatos.
Pertence à Tertúlia Rio de Prata, esteve na direcção do Cenáculo Literário e Cultural Marquesa de Valverde.
Foi Director do jornal Literário HORIZONTE.
Profissionalmente é Engenheiro na CPPE (EDP). Actualmente está reformado.
 ACTIVIDADE LITERÁRIA
 Desde os oito anos que adora escrever. Quando estudante, fundou o jornal de Parede O GAVIÃO . Conviveu com Reinaldo Ferreira, filho do repórter X, Moura Coutinho e José Craveirinha, então director do BRADO AFRICANO.
Tem poemas publicados em vários jornais de Moçambique, Ilha da Madeira e Portugal Metropolitano.
Participou nos Encontros de Poesia realizados em Vila Viçosa, em 1988. Colaborou em diversas antologias de poesia.
Presta Colaboração nos jornais POETAS & TROVADORES e ARTES & ARTES.
Colaborou em algumas antologias da Associação Portuguesa de Poetas e da Tertúlia Rio de Prata.

Membro de "Os Confrades da Poesia". 

BIBLIOGRAFIA

Em 1990 publica o livro de poemas - "POEMAS DO ACASO". Em 1991 edita mais um de poesia, "HÁ CANDEIAS NO FIRMAMENTO. "NO SILÊNCIO DE UMA PALAVRA" sai em 2001 e em 2002 "A MONTANHA AGRESTE" também de poesia. Tem mais três livros digitais editados pela AVBL.




A Poesia



A poesia

desliza pelos meus dedos

na suavidade de uma pena

pelo caminho do amor



Cintilam penas

na leveza sentida

em demanda de uma princesa

contida na minha imaginação



As palavras dançam

ao ritmo de minha alma

na solidão eterna

por caminhos de sonho



A caneta

beija minhas mãos

e empurra as palavras

para um delírio final.



Pedro Valdoy

Lisboa - 2013





Na tristeza de uma alma (Poetrix)

Fios de luz rodeavam meu ser
De uma alma solitária
Ignorada triste sem rumo.


Pedro Valdoy
29 de Novembro de 2009

***************


Na minha alma triste
(subliminar)

Fios amarelos e gastos
De mim escorriam na
Luz da tua voz, os teus olhos
Rodeavam as cercanias do
Meu coração magoado, que passou a
Ser o alvo das desilusões e
De tanta mentira torpe, hoje sou
Uma pessoa traída, tenho a
Alma rasgada, sofrida, perdida,
Solitária, e dos meus próprios sonhos
Ignorada, agora jazo na terra molhada
Triste, sozinha,
Sem norte, sem
Rumo, esperando somente a morte


Susana Custódio

29 de Novembro de 2009





4 comentários:

Beki Bassan disse...

Querida Susana, foi com grande prazer que estou vendo meu amigo e irmão Pedro aqui no seu blog. Pedro é um poeta grandioso mas anda afastado da NET e eu já estava preocupada. Ele foi um dos primeiros amigos que tive de Portugal e eu o aprecio muito.
Agradeço por você e o Eugenio terem postado e apresentado o Pedro no vosso blog.
Com afeto,
Beki

Unknown disse...

Querida Susana, aprecio o nosso amigo e nobre poeta Pedro Valdoy, companheiro de muitas Tertúlias. Há muito que não sabia dele e da sua poesia. Folgo saber que a sua nobre arte poética esteja postada no vosso Blog. Com um abraço amigo do casal Humberto e Margarida Soares Santa

Adelia Mateus disse...

A convite do querido amigo e poeta Pedro Valdoy quero felicitá-lo por mais este espaço que divulga sua poesia.
Parabéns Susana, nosso amigo merece.
Sucesso para todos.
Meu carinho
Adelia Mateus - RJ - Brasil

Zélia Chamusca disse...

Já conhecia o Grande Poeta Pedro Valdoy.

Fiquei a conhecer melhor.

Minhas felicitações!
ZCH