domingo, 24 de novembro de 2013

MINHA ALMA ANDOU DOLORIDA um poema inédito de Susana Custódio

Minha alma andou dolorida

(Susana Custódio)


Minh'alma andou dolorida
Pla renúncia em que a deixaras
Dizia-me,  entontecida,
Que de mim tudo levaras

Nem a esperança se quedou
Pois sentiu-se abandonada
Minh'alma então definhou
Ficou pouco mais que um nada

Fui elo de amor partido
Era a tua imperatriz
 E tu,  meu amante querido
Num tempo em que fui feliz

Foi o meu tempo preferido
Cada dia me encantava 
E tu, meu amante querido
Traíste o que em ti amava

Vivi mal, na desesperança
Do pouco que em mim restava
Eu queria, mas a lembrança
Mais de mágoa me toldava

Mas um dia,  pelo correio
Soube que estavas voltando
E meu peito ficou cheio
D'amor, por te estar esperando


Sintra - Portugal - Novembro 2013

8 comentários:

Unknown disse...

Belíssimo poema. Parabéns. Ilda Maria Costa Brasil

Maria Irene Marques disse...

Lindo,Susana!!

Unknown disse...

LINDA POESIA AMIGA SUSANA. QUE INSPIRAÇÃO! PARABÉNS!!!

COM UM ABRAÇO DO HUMBERTO E TODO O MEU CARINHO MARGARIDA SOARES SANTA

menduina disse...

Bela poesia querida poetisa parabéns Susana! beijos

menduina disse...

Parabéns Susana está lindo...beijos

menduina disse...

Lindo Susana...beijos

Francisca disse...

Belo poema Susana..beijos

Zélia Chamusca disse...

Um lindíssimo poema de amor, em redondilha maior, desta Grande Poetisa Susana Custódio.
Parabéns!
ZCH