segunda-feira, 11 de novembro de 2013

SONHO EMPRESTADO de Eugénio de Sá


Sonho emprestado

Eugénio de Sá


Empresto-te o meu sonho de poeta
Minha amiga, já que os teus esgotaste
E esta noite sonharás desperta
E eu dormirei amando o que sonhaste

Sentir-te-ás voando em nuvens altas
Correndo os dedos em cítaras divinas
Das tuas dores não sentirás a falta
Porque elas se tornaram pequeninas

E contigo estará este lirismo
Que fez de mim poeta e me dotou
Da magia de amar que ora te dou

Enquanto eu, amiga, ficarei
Esvaziado de mim, mas encantado
Porque afinal é teu o meu sonho emprestado!

Veja aqui o vídio numa bela formatação da amiga Maria Inês Aroeira Braga





Também o vídeo com o poema na voz do poeta Eugénio de Sá com formatação de Susana Custódio 

3 comentários:

Anônimo disse...

Sonho emprestado é um lindíssimo poema, quisera eu que esta amiga fosse eu para com teu lirismo me engalanar.Parabéns Eugénio, uma coletânea que é um primor.Beijos.Malu

Efigênia Coutinho disse...

Olá amigo Eugénio, sempre será um grande momento Literio ler suas obras poéticas, são duma singularidade única, pois Poeta você o é de verdade!
Agradecida por compartilhar esse evento,
abraços,
Efigenia

Fernanda Araujo disse...

Este soneto é de uma beleza sem par!
A inspiração divina está sempre presente no coração dos poetas. E eles correspondem à criatividade do Pai. Abraços.